31 de jul de 2015

Orgulho de ser quem sou


Outro dias desses, recebi uma mensagem sobre como minhas palavras causaram impacto sobre um leitor "você me da vontade de fugir". E confesso que dentre tantos elogios, esse me causou grande emoção, até agora.
Talvez esse post não lhe agrade por ser tão pessoal, mas meu blog é assim. Eu, minha câmera e meus amores. 
Momentos antes de visualizar a mensagem, estava em um grande nó de monotonia, regresso e desfoco, que me deixou tão tristonha. 
Parecia mesmo mentira, como eu poderia despertar este sentimento em alguém se nem mesmo eu o sentia em mim. Como foi desconfortável estar nesta posição.
Mesmo estando nesta grande cilada, usei esta mensagem como minha grande salvação, aliás, bom mesmo, são pessoas quem vêem a porta fechada e correm pra janela.
E tudo mudou quando permiti os cosmos perfeitos sussurrarem entre assobios que essa turbulência toda não é nada menos que uma fração da vida, e que eu tenho muito que enfrentar e desfrutar. Vocês querem me acompanhar nessa maré?
Outra paranoia que me tomou conta foi a de que nada dura pra sempre, nem momentos bons, tampouco ruins, a escolha é: quais deles você quer se entregar? são momentos tão curtinhos, que se solucionam tão rápido. Ninguém sente dor pra sempre, ninguém vai sofrer pra sempre. Ninguém é feliz pra sempre.

Quem nasce com a tendência a seguir regras, sabe muito bem oque é ter exemplos do que não quer ser. Até pouco tempo eu senti na pele oque é ser influenciada por algo sem massa e significância. Isso é perturbador.

Hoje eu agradeço de coração esse montante de influências que a melhor parte eu guardei, empilhei e finalmente expus o meu verdadeiro eu. visto de todos os ângulos, seja lá musa, seja lá tragédia. A escolha é sua.



Nenhum comentário:

Postar um comentário